terça-feira, 11 de janeiro de 2011

DL 2001 - Janeiro: Livro 2


BURNETT, Frances Hodgson. O Jardim Secreto. Tradução: Ana Maria Machado. 
Ilustrações: Tasha Tudor. 2.ed. Rio de Janeiro: Editora 34, 2008.

Hello, guys!
O segundo livro infanto-juvenil que escolhi para o mês de janeiro no DL 2011 foi O Jardim Secreto, de Frances Hodgson Burnett.
Antes mesmo de saber que existia este livro, eu já me encantava pelo filme, de mesmo nome, que, salvo me engano, data de 1993. A verdade é que a história é simplesmente maravilhosa e, se tem uma coisa de que me arrependo de ter feito, é não ter lido a obra antes.

Posso, previamente, dizer que O Jardim Secreto não é apenas um livro que conta as histórias e aventuras de 3 moleques, mas é, antes de tudo, uma lição que nos ensina sobre o valor da cumplicidade, da persistência, da espera e, principalmente, o valor do otimismo.

O livro tem início com a história de Mary, uma menininha feia e antipática que morava na Índia. Com a morte de seus pais, Mary passou a morar com seu tio, um homem frio e corcunda que perdera a  mulher há 10 anos e vivia em Yorkshire, Inglaterra, numa mansão enorme.

Como Mary não tinha com quem brincar (graças a seu gênio), logo fez "amizade" com Marta, empregada da casa. Mary adorava ouvir as histórias de Marta sobre sua casinha na charneca, sua mãe e seus muitos irmãos, mas, principalmente, adorava ouvir as histórias sobre Dickon (irmão de Marta também). Dickon era um menino simples, porém muito esperto, para Mary, era um encantador de animais.

Como Mary nunca tinha nada o que fazer, Marta a aconselhou a ir brincar no jardim, para que assim, pudesse ficar mais forte. Mary adorava o jardim. Ela já tinha ouvido muitas histórias sobre um jardim que estava trancado há anos na propriedade e passou a procurá-lo. Quando Mary o encontrou, este passou a ser seu segredo e o de Dickon, mais tarde.

O livro ainda nos leva à Colin, o primo "inválido" de Mary, que pensava que morreria cedo. Colin adorava ouvir as histórias sobre o jardim, achava que ele era mágico. 

A obra ainda reserva muitas surpresas, mas não vou contar aqui para não estragar. A única coisa que posso dizer é que me diverti muito com os 3 personagens durante esses últimos dias e que o livro deixa uma marca: "... os pensamentos - simplesmente, os pensamentos - são tão poderosos como as pilhas elétricas e podem ser tão bons para as pessoas como a luz do sol, ou tão maus como veneno" (238 p.).

;D


12 comentários:

Vivi disse...

Salomé, eu também me encanto com o filme. Não tive a oportunidade de ler o livro, contudo penso que deve ser uma leitura inspirado. Obrigada por compartilhar essa dica no DL 2011.

Bjs

Salomé Margot disse...

;D
Vivi, com certeza é uma leitura inspiradora e fico muito feliz em compartilhar.
Beijos

Karol Albuquerque disse...

Esse foi um dos livros mais encantadores que eu li na vida. Eu o li com uns 13 anos e foram várias releituras desde então.

E é um dos filmes que menos peca na adaptação para as telas.

Gostei muito da sua resenha e especialmente da escolha do livro. Pena que eu mesma não pude escolhê-lo, senão, sem dúvida o faria!

=D

Mônica disse...

Olá Salamé, muito boa sua resenha.Já vi o filme algumas vezes, sempre choro, rsrsrs.O livro deve ser fascinante, beijos
lereomelhorlazer.blogspot.com/

Salomé Margot disse...

Karol, o livro é realmente encantador, eu amei. Queria muito ter tido a oportunidade de lê-lo mais cedo, aposto que eu já estaria vendo as coisas de outra maneira.

Daniela! disse...

Fico encantada com o filme sempre que o vejo, mas confesso que nunca li o livro.

Mas a tua resenha arrasou e me deixou com muita vontade de lê-lo...

Beijos

Lígia disse...

Boa escolha, esse livro é lindo :D

Kézia Lôbo disse...

EU amooooo esse livro, ele é lindo demais, quero ver se encontro para comprr para relê-lo.

Salomé Margot disse...

Meninas, o livro é muuito, mais muito lindo, vale super a pena ler!
Kézia, eu ganhei esse da minha mãe, mas você pode comprá-lo no site da Editora 34.
Beeeijo

Larissa, Lara, Lalá, .... disse...

Eu sempre tive vontade, mas agora com tantos apelos, vou ter que compra'-lo!!!!! Muito boa resenha. Beijos

Mahzinha disse...

Eu sou apaixonada pelo filme, e descobri ha pouco tempo que é um livro. Esta na minha lista de leitura, adorei sua resenha!! Obrigada.
Beijocas

Salomé Margot disse...

Larissa, vou fazer mais um apelo, então: leia, sim! :D

Mahzinha, antes de ganhar esse livro eu também não sabia que ele existia, só sabia que eu gostava do filme, e gostav muito. :D